+

12 dezembro 2006

Este blog morreu

Ofereci-me para efectuar o elogio fúnebre deste blog que há muito morreu.
Desde já, tenho o dever de informar que o BLOG MORREU. Este blog tinha
vindo a definhar, até morrer completamente, porém ainda não tinha recebido
a notificação.

Pois bem, aqui vai: BLOG, TU MORRESTE. Agora o triste, é que não sei a que
horas exactamente ou mesmo em que dia, morreste... se fosses pessoa ou
animal, veria a tua temperatura ou estado de putrefacção do teu corpo. Se
fosses coisa física, tentaria datação por Carbono, apesar de me parecer
que aí acertaria mais na tua data de nascimento. Mas não, és um conjunto
de código e apesar desta sociedade estar cada vez mais virtual, ainda não
se consegue programar um blog para a morte...
Mas posso dar-te pistas da tua doença... dando-te pistas do teu
nascimento. E da tua vida. Nasceste por ideia de um estudante de
Doutoramento, decerto enfadado no seu trabalho diário e curioso em relação
a essa moda de 'blogger'. E como em qualquer nascimento, houve a
necessidade de partilhar o feliz evento, então, mais colegas do mesmo
gabinete participaram. Daí vem o teu nome: G17A. Não é um nome muito
romântico, mas encara-o como a associação a um sítio onde fervilhavam
ideais e ideias científicas, onde as pessoas (as mesmas que te criaram)
faziam decobertas interessantes ou se deparavam com realidades diferentes
das que tinham aprendido, onde sofriam e faziam. Ou podes vê-lo só como o
nome duma sala num sotão dum departamento de Física... como queiras.
Mas bem, nasceste e fizeste parte do dia-a-dia das pessoas. Tanto que a
certa altura se falava tão entusiasticamente nisso que outras pessoas que
não partilhavam a mesma sala, se quiseram juntar e participar... E assim
foi... E durante algum tempo tu estavas concorridissímo, por dia tinhas
várias postas, algumas delas para conseguir decidir o teu aspecto, mudaste
de cara e corpo inúmeras vezes, até que se conseguiu chegar mais ou menos
a um consenso... eu digo mais ou menos, porque até hoje, se perguntares a
algum dos teus criadores, ainda há críticas ou defeitos a apontar. Mas não
te preocupes, é sempre assim. O ser humano tem necessidade suprema de
criticar e apontar defeitos onde eles dificilmente são perceptíveis...
talvez numa tentativa de esconder as suas próprias falhas...
Tiveste todo o tipo de postas: receitas, fotografias, ou a denunciar ou a
mostrar ou mesmo a provocar inveja... tiveste desabafos, críticas,
relatos, histórias, algumas surreais outras reais, de fazer rir, poucas de
fazer chorar, porque sempre te encarámos como um espaço de alegrias, não
de tristezas! Tiveste comentários bons, maus, neutros, assim assim, de
pessoas incógnitas e de pessoas respeitáveis ou não tanto... Tiveste
música, cinema, pintura, literatura, enfim, tiveste arte, mas também
tiveste cultura, política...
Em suma, contribuiste para colorir a dia-a-dia dum punhado de pessoas que
já não se concentravam só na mesma sala, ou no mesmo departamento ou no
mesmo país! Tiveste milhares de visitas, pensa nisso! Interagiste com
milhares de vidas, mesmo que fosse quase imperceptível essa interacção!
Foste grande, foste divertido e sério, foste certo e errado, foste parcial
e imparcial, foste desafiante, foste idiota, mas FOSTE! E isso é que é
importante!!
E então quando começaste a esmorecer? Não te sei definir a altura certa,
mas os sintomas estavam lá: algumas pessoas que começaram a perder o
entusiasmo, a paciência, o gosto da novidade (também uma característica da
condição humana), outras a quem a vida já não permitia o pensamento em
algo que não tivesse frutos evidentes na sua progressão académica... Houve
quem tentasse mudar essa tendência, com novas regras, novas ideias, mas
como acontece em todas as mudanças, houve quem não gostasse, quem
concordasse ou mesmo quem nem sequer se apercebesse. E aí começaste a
criar diferenças (nota, a culpa não foi tua, tu apenas foste a
consequência) a criar discussões e desistências. Mas não durou muito tempo
que tal como já te referi, foste algo para alegrar as pessoas, nunca para
as enfurecer.
Portanto a tendência de declínio continuou, apenas poucos resistentes
escreviam e muitos acharam que já não traduzias a ideia deles de blog.
Então daí veio esta ideia de te matar, eutanasiar, para renasceres com
outro nome, com outras pessoas (ou as mesmas, porque não?), mais jovem,
mais belo ainda e em jeito de tábua rasa, para poderes ser preenchido com
as vontades dos teus futuros donos. Não nos aches cruéis por te matar, lá
está novamente a vantagem de seres linhas de código, é que a menos que se
imponha a condição para tal, não sofres, não choras e não sabes o que é
dor... melhor para ti, acredita!!

Então pronto! A notificação está feita, penso que agora se poderá encerrar
este blog... Penso ainda haver fôlego para os derradeiros comentários, os
derradeiros desabafos... é agora ou nunca mais!!!

Até sempre, blog G17A!!!!


Verborreado por Olivia_palito às 18:36 |




07 novembro 2006

Trabalhadores de todo o mundo, uni-vos


A Revolução Russa foi há 89 anos. Parece muito tempo, mas à escala de tempo da humanidade foi ontem. Como é, bolseiros e demais precários, vamos mexer-nos ou não?


Verborreado por nuno às 13:51 |




17 outubro 2006

Novo elemento periódico

Ver a notícia aqui.


Verborreado por alphace às 15:43 |




11 outubro 2006

Cera dos ouvidos

Andava eu a não fazer nenhum quando dei de caras com este blog. Há gajos doentes mas este tipo devia ser internado:

http://blog.tenderbutton.com/?p=187


Verborreado por Luis Silva às 09:43 |




28 setembro 2006

Um soninho descansado



Verborreado por Su7 às 13:27 |




25 setembro 2006

Rua Larga

Se o Alphace pode, então eu também posso:

Do Jornalinho de Física (tenho um exemplar no gabinete para quem quiser ler):

Cerimónia de abertura da XI Olimpíada Ibero-americana de Física

"Por entre os discursos, ouviu-se música de Coimbra tocada pelo grupo de fados e guitarradas «Rua Larga», constituído maioritariamente por estudantes de Física e que hoje se estreou na performance ao vivo"

Pelo menos não dizem mal...


Verborreado por electrofracote às 13:52 |




19 setembro 2006

O "Apito Dourado" já chegou aos Açores!!!

É verdade, meus amigos...

Embora em risco de ser declarado inconstitucional, o processo "Apito Dourado" não perdeu tempo e já estendeu os seus tentáculos para fora do território continental português, em direcção aos Açores, assentando arraiais na baixa da cidade de Ponta Delgada...





Verborreado por alphace às 15:42 |




^



 © g17a 2005 - Adaptado de Blogger Templates for Blogger